Marcelo López fala ao Diário do Comércio

ECONOMIA

31/12/2015

Crise deverá ficar mais profunda em 2016

Especialistas preveem piora do quadro econômico com medidas monetárias restritivas para conter a inflação

Leonardo Francia

“Saudades” – O sócio e Gestor de Fundos de Renda Variável e Multimercados da L2 Capital Partners, Marcelo López, acredita que em 2016 “vamos ter saudades de 2015”. Segundo ele, o Produto Interno Bruto (PIB) nacional deve cair menos no próximo exercício, mas o problema é que a base deste ano já é negativa. “Não acho que será pior, mas vamos ter queda em cima da queda deste ano”, acrescentou.

López analisa que o governo federal deve adotar uma política mais expansionista de crédito, o que é até esperado pelo mercado com a confirmação de Nelson Barbosa como ministro da Economia. Porém, para ele essa não é a solução para a economia nacional. “A perspectiva é de que a inflação deve subir e os juros também”, disse.

O analista explicou que, em função da situação política, o governo não deve arriscar uma política de incentivo aos investimentos privados e juros mais baixos, onde a economia poderia crescer, porque isso levaria cerca de um ano para ser efetivado, prazo longo para quem quer se manter no “poder”. “A situação política está afetando a economia do País e isso é um mal”, frisou.

De acordo com López, o governo não deve fazer as reformas trabalhista e previdenciária porque elas também representariam um risco para a permanência no Planalto. Assim, ele espera que algumas reformas pontuais podem ser feitas.

Comentários

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios
Pesquisar
Publicações Recentes
Sem categoria

Energia Limpa, sim senhor!

Essa semana fomos surpreendidos por temperaturas muito abaixo do normal até mesmo para essa época do ano em várias regiões dos EUA, com destaque para

Continuar lendo

Contato

Brasil
Vila da Serra, Nova Lima - MG
CEP: 34.006-059

Dev by

É recomendada ao investidor a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento ao aplicar os seus recursos. A L2 Capital Partners não comercializa cotas de fundos e/ou clubes de investimento ou qualquer ativo financeiro. Conheça nossa Política de Voto.