Índia sobe o tom

Os acontecimentos na Índia nos últimos dias foram simplesmente chocantes. Mais chocante ainda foi a cobertura que tais eventos tiveram na mídia brasileira: zero!

O governo indiano resolveu “combater a lavagem de dinheiro” e proibir o uso das notas de maior denominação (1.000 e 500 rúpias, equivalentes a respectivamente a algo em torno de US$14 e US$7). E isso foi da noite para o dia! Com isso, vários indianos, que tinham dinheiro em casa, por não confiarem nos bancos, foram pegos desprevenidos com a notícia.

Mais uma vez, ontem, o governo surpreendeu e deu até o final do dia de ontem para que as notas de 1.000 e 500 fossem trocadas por denominações menores (esperava-se um prazo bem maior).

Não satisfeito, o governo quer taxar em até 60% as notas de alta denominação que foram depositadas nos bancos sem uma boa justificativa! Inacreditável!!!

Mais uma vez, um governo expropria sua população dos bens em nome de um “bem maior”. A guerra ao dinheiro tomou uma escala absurda na Índia esses dias. A próxima será a guerra ao ouro, já que grande parte das economias indianas são feitas por meio do metal, cujos preços , por sinal, dispararam em solo indiano, atingindo 2 vezes o preço do mercado internacional.

Suportados sempre por justificativas aparentemente legítimas, tais como o combate à lavagem de dinheiro e às organizações criminosas e terroristas, os governos de vários países vêm redobrando esforços na guerra ao dinheiro. O objetivo final é tornar todas as liquidações de transações comerciais em puramente eletrônicas. Isso, num primeiro momento, pode até soar como uma boa ideia, dada a agilidade, segurança e praticidade atribuíveis a essa mudança. No entanto, automaticamente municiam-se os governantes com informações e controle sobre as vidas de todos os cidadãos, que se tornam, assim, mais facilmente ainda mais vulneráveis a manipulações e monitoramento. Ou seja, adeus à liberdade.

Preparem-se, os governos se escondem por trás de argumentos paternalistas para subtrair riquezas de seus cidadãos.

Comentários

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios
Pesquisar
Publicações Recentes
Sem categoria

Energia Limpa, sim senhor!

Essa semana fomos surpreendidos por temperaturas muito abaixo do normal até mesmo para essa época do ano em várias regiões dos EUA, com destaque para

Continuar lendo

Contato

Brasil
Vila da Serra, Nova Lima - MG
CEP: 34.006-059

Dev by

É recomendada ao investidor a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento ao aplicar os seus recursos. A L2 Capital Partners não comercializa cotas de fundos e/ou clubes de investimento ou qualquer ativo financeiro. Conheça nossa Política de Voto.