China rebaixada

Com uma pequena demora com relação à Moody´s, a agência de risco S&P rebaixou a nota de crédito da China de AA- para A+ (perspectiva estável). O país ainda é grau de investimento, mas a S&P acredita que o risco do aumento da dívida ficou maior e pode causar problemas.

Vale a pena notar que no próximo mês haverá o Congresso para o Partido Comunista Chinês e esse anúncio pode trazer desconforto aos líderes do país.

Como já mencionamos várias vezes, os produtos de wealth management na China são uma caixa preta alavancada e é aí que mora o grande risco. Esses produtos são de curto-prazo e com retornos bem acima da média chinesa, com um mercado de cerca de USD4 trilhões ou, em perspectiva, 40% do PIB chinês.

Para os mais ousados, uma boa maneira de se apostar contra esse excesso é através de uma posição short (vendida) em China Evergrande.

Comentários

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios
Pesquisar
Publicações Recentes
Sem categoria

Energia Limpa, sim senhor!

Essa semana fomos surpreendidos por temperaturas muito abaixo do normal até mesmo para essa época do ano em várias regiões dos EUA, com destaque para

Continuar lendo

Contato

Brasil
Vila da Serra, Nova Lima - MG
CEP: 34.006-059

Dev by

É recomendada ao investidor a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento ao aplicar os seus recursos. A L2 Capital Partners não comercializa cotas de fundos e/ou clubes de investimento ou qualquer ativo financeiro. Conheça nossa Política de Voto.