Bônus mexicanos

Em meados de novembro do ano passado, pouco mais de uma semana após as eleições americanas, investimos uma pequena parte do portfolio em títulos de dívida soberana do México denominada em peso mexicano. À época, eram fartas as especulações sobre as consequências da eleição de Trump para a economia mexicana. Aproveitamos os preços historicamente baixos e o negativismo que preponderava com relação àquele país para nos posicionar. Essa semana, pouco mais de 3 meses depois, liquidamos a posição e auferimos ganhos de 7% na moeda, de 8,60% no preço do título e 3% de juros acumulados, totalizando quase 20%.

Comentários

    César Lobo
    7 de April de 2017

    Trade bastante interessante. Totalmente contrário ao "fear mongering" em torno da eleição de Trump. Sem dúvida o rally de todas as classes de ativos vinculadas aos países emergentes no Q1 2017 ajudou o trade.

    Esses dias escutei a seguinte frase: "Quando você escuta sobre um trade na mídia convencional, ele está terminado ou 50% já aconteceu". Interessante se considerarmos isso: https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-04-03/hedge-fund-bulls-breathe-new-life-into-world-s-hottest-currency
    (sentimento extremo nos últimos meses foi um bom indicador de reversões)

    Outro tópico que me fascina é o comportamento do USD contra diversos pares. Desde a metade do ano passado vimos o dólar subir a níveis recordes contra as moedas de países desenvolvidos. Por correlação as moedas emergentes também deveriam sofrer. O oposto aconteceu(postulo que isso se deve aos grandes "shots" de crédito que a China injetou em sua economia, assim as economias emergentes, européias, o preço de diversas commodities só poderia subir/melhorar). Acho que posições interessantes para a continuação de 2017 são:
    1-Long USD/Moedas Emergentes(+Cad;Aud)
    2-Short USD/Moedas de países desenvolvidos(JPY,CHF,GBP,EUR)

    O carry cost dessas posições é alto dado os interest-rate differentials, logo acho que expressar essas idéias por meio de opções nos em futuros ou em etf's(Out of the money, pelo menos 6 meses até a expiração) seria a forma mais eficiente(long puts ou calls de maneira direcional, mas com pequena parte do portfolio dado o time decay)

    Abraço,
    César

    0
    0

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios
Pesquisar
Publicações Recentes
Sem categoria

Energia Limpa, sim senhor!

Essa semana fomos surpreendidos por temperaturas muito abaixo do normal até mesmo para essa época do ano em várias regiões dos EUA, com destaque para

Continuar lendo

Contato

Brasil
Vila da Serra, Nova Lima - MG
CEP: 34.006-059

Dev by

É recomendada ao investidor a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento ao aplicar os seus recursos. A L2 Capital Partners não comercializa cotas de fundos e/ou clubes de investimento ou qualquer ativo financeiro. Conheça nossa Política de Voto.