FED ontem…

Inacreditável!

As manchetes de todos os jornais relevantes de economia do país e do mundo dão como certa a alta de juros pelo menos em setembro: Bloomberg, Fiancial Times, Infomoney, Estadão, Wall St Journal, etc.

Os mesmos que no final do ano passado davam como certa uma alta nos juros na reunião de ontem do FOMC e os mesmos que há poucos dias davam como certa uma alta nos juros em junho.

Realmente não sabemos de onde eles tiraram esse consenso. Fizemos questão de copiar a penúltima fala da Chair Janet Yellen, onde ela disse:

If economic conditions continue to improve, as the Committee anticipates, the Committee will at some point begin
considering an increase in the target range for the federal funds rate on a meeting-by-meeting basis.

Como chegaram à conclusão de que ela estava prestes a subir os juros, depois dessa fala, não entendemos. Vejam bem, ela disse: SE as condições econômicas continuarem a melhorar DA MANEIRA QUE IMAGINAMOS, o Comitê vai, em ALGUM MOMENTO COMEÇAR A CONSIDERAR um aumento na taxa de juros.

Ontem foi a mesma coisa. Todos esperavam que o FED retirasse o termo “paciente” das minutas do FOMC e que isso significaria um iminente aumento na taxa de juros. É importante lembrar que antes do termo “paciente”, o FED estava usando “um considerável período de tempo”.

Então vamos esquecer a mídia por um momento e focar no que foi dito:

The Committee judges that an increase in the target range for the federal funds rate remains unlikely at the
April FOMC meeting. The Committee anticipates that it will be appropriate to raise the target range for the federal funds rate when it has seen further improvement in the labor market and is reasonably confident that inflation will
move back to its 2 percent objective over the medium term. This change in the forward guidance does not indicate that the Committee has decided on the timing of the initial increase in the target range.

Realmente o FED retirou o termo “paciente”, mas Janet Yellen fez questão de dizer que será ainda mais paciente:

In other words, just because we removed the word “patient” from the statement doesn’t mean we are going to be
impatient. Moreover, even after the initial increase in the target funds rate, our policy is likely to remain highly accommodative to support continued progress toward our objectives of maximum employment and 2 percent inflation.

Isso tudo é somente um jogo de palavras, o FED não tem a menor intenção (nem coragem) de aumentar os juros. Um aumento de juros nos EUA agora, com tantos dados negativos, iria levar o país à lona e causar um crash que nos faria sentir saudades de 2008.

Não estamos defendendo a manutenção do status quo, queremos justamente um aumento na taxa de juros. Infelizmente, duvidamos que ele virá por conta do FED, que fará o possível para adiá-lo…

Essa situação, sem dúvida, vai gerar uma inflação incrível e esse será o produto mais exportado dos EUA. Assim, recomendamos que todos tenham exposição aos metais preciosos, que protegem nossos investimentos contra a insanidade dos Bancos Centrais.

Para os brasileiros é ainda melhor, já que o ouro é cotado em dólares, o que propicia exposição à moeda norte-americana sem a necessidade de pagar o famigerado 6,38% de IOF, ou seja, “compramos dólares” com desconto de
6,38%!!!

Comments

Leave a Comment

All fields are mandatory
Search
Recent Publications

Contact

Brazil
Vila da Serra, Nova Lima - MG
CEP: 34.006-059

Dev by

Investors are advised to carefully read the prospectus and the regulations when investing their funds. L2 Capital Partners does not sell shares in investment funds and / or clubs or any financial asset. Get to know our Voting Policy ..